Caminho Neocatecumenal

O Caminho Neocatecumenal é um itinerário de formação cristã, iniciado na Espanha, em 1964, por iniciativa do pintor Francisco José Gómez Argüello (Kiko Argüello) e de Carmen Hernández.


Surgiu como resposta às novas diretrizes trazidas pelo Concílio Vaticano II, cujo objetivo consiste em abrir um caminho espiritual concreto de iniciação, renovação e valorização do sacramento batismal, que permita ao "catecúmeno" descobrir o significado concreto de ser cristão. Trata-se, por isso, de um caminho de conversão em que é possível redescobrir as riquezas do Evangelho. 

O Caminho Neocatecumenal não é um movimento ou uma associação, mas um instrumento das paróquias para iniciar, renovar e amadurecer na fé tantas pessoas que se encontram longe da Igreja. Como referiu João Paulo II, o Caminho Neocatecumenal é um itinerário de formação católica, válida para a sociedade e para os tempos de hoje.

O Caminho Neocatecumenal está presente em mais de cem países em todo o mundo, em todas as dioceses portuguesas e na nossa diocese visibiliza-se em quinze comunidades (Vale Figueira, Santo André, Santo António/Palhais, Palmela e Setúbal).

 

A porta de entrada numa comunidade é a participação nos encontros iniciais (catequese de adultos) durante cerca de dois meses, que culminam com um Convívio (Retiro) a partir do qual, mediante a disposição manifestada pela pessoa, se inicia a fase probatória – o pré-catecumenato.

Caminho Neacatecumenal